PORTIFÓLIOTEATRO

Projetos de produção e circulação de espetáculos de teatro

cred%20Elenize%20Dezgeniski_edited.jpg
STATUS DO PROJETO:

Estreou em 2017

Arquivo

POUR POOR ANDIE
 

Eu estou pensando no quanto eu te desejo, Andie. Estou pensando em como você se conhece.
Conhece seu ângulo perfeito... sabe se valorizar, Andie! Sabe jogar seus cabelos louros para o lado, no ombro (sempre) direito. É uma pena que eu não me conheça tão bem e acabe (sempre) jogando meus cabelos em cima de você.


Em um banheiro de 2mx2m ela se esconde dentro da sua própria casa durante sua própria festa.
Os convidados estão aguardando novidades, na plateia (assim como em qualquer festa, assim como em qualquer espetáculo). Andie, uma tartaruga que vive em seu ombro, é sua única companheira. A única que merece um título que leve seu nome. A única que merece ser
despejada na privada, como um vômito.


A partir de inquietações e referências pessoais da atriz, surge a cena onde tudo que se vê é um aglomerado de tentativas fracassadas. Cada detalhe está sempre a um triz de onde deve estar, e acaba desembocando em uma vergonhosa falha julgada sob os olhos negros, pequenos e redondos de Andie. De Andie?

FICHA TÉCNICA
 

Dramaturgia e atuação: Juliane Souto.
Direção: Ali Freyer.
Iluminação: Erica Mityko.
Musico: Álvaro Antônio.
Cenotecnico: Sergio Richter
Fotografia: Paulinha Kozlowski
Diretor de Produção: Rodrigo Hayalla
Assistente de Produção: Lígia Quirino e Janaína Micheluzzi

Produção: Pinguim Produções
Realização: Grupo P.U.T.O.

FOTOS 
 

Créditos: Elenize Deszgeniski